< Voltar à atuação

09 de outubro de 2015

O segundo ano da Brasil Cycle Fair para a UCB foi inspirador

Capturada_23 Nov. 03 20.58.28De 27 a 30 de setembro aconteceu em São Paulo a Brasil Cycle Fair, a maior feira que envolve o comércio de bicicletas da América Latina.

A UCB na feira

Em meio a outros 110 estandes de empresas, a UCB era a única organização da sociedade civil na feira. Como no ano passado, realizamos atividades dedicadas à promoção do uso da bicicleta Brasil afora. A feira foi aberta ao público em geral apenas no dia 30/9. Nos dias anteriores, apenas pessoas ligadas à produção e comércio de bicicleta estiveram presentes.

IMG_2788 - Copia

Discussão sobre modelos de financiamento para a UCB

A participação em massa de pessoas e instituições associadas à UCB teve grande incentivo, pelo segundo ano consecutivo, da Aliança Bike, associação que organiza o evento e reúne empresas, lojistas e importadores do ramo da bicicleta.

A UCB foi representada por mais de 40 pessoas de vários estados do país que, voluntariamente, saíram de suas casas e participaram da feira representando a instituição. Além disso, estiveram presentes mais de 15 organizações da sociedade civil e movimentos sociais dos quatro cantos do país que fazem parte da rede da UCB.

Durante os quatro dias de feira, a UCB e suas associadas promoveram 13 atividades, com temas diversos, que contaram com a presença de centenas de pessoas ao todo e as quais listaremos abaixo.

IMG_2215

No primeiro dia da Feira, o Clube de Cicloturismo do Brasil, associado da UCB, fez uma palestra com o título “Cicloturismo – Potencial de Crescimento” que contou com a participação de mais de 40 pessoas. Nela, Fábio Fes falou sobre como o Cicloturismo pode crescer no Brasil, apresentou dados relativos à economia gerada em países europeus através do cicloturismo e mostrou as potencialidades do nosso país para explorar muito mais esse uso da bicicleta.

Mais tarde foi a vez do Fórum “Cidades pequenas com alto índice de ciclismo” que contou com a presença de gestores de nove cidades do Brasil que se destacaram na pesquisa feita pela Parceria Editorial a Bicicleta no Brasil, iniciativa composta pela UCB, Bicicleta para Todos, Bike Anjo e Aliança Bike. São elas: Cáceres (Mato Grosso), Gurupi (Tocantins), Ilha Solteira (São Paulo), Pedro Leopoldo (Minas Gerais), Pomerode (Santa Catarina), São Fidelis (Rio de Janeiro), Tamandaré (Pernambuco), Tarauacá (Acre) e Venda Nova do Imigrante (Espírito Santo).

Gestores de nove municípios pequenos com alto índice de uso da bicicleta

Gestores de nove municípios pequenos com alto índice de uso da bicicleta

O diretor-presidente da UCB, André Soares, falou da importância de se valorizar o uso da bicicleta nas cidades brasileiras para que elas não sofram tanto, como as grandes cidades com o processo de motorização do país. O presidente da Aliança Bike, Marcelo Maciel, reafirmou o compromisso da Aliança com a promoção do uso da bicicleta no Brasil enquanto modo de transporte e ressaltou a importância da presença dos gestores para se discutir o uso da bicicleta em cidades pequenas do Brasil. Em seguida, cada gestor falou sobre a realidade de suas cidades. O Fórum contou a participação de dezenas de pessoas e a parte de perguntas aos gestores teve a mediação de Daniel Guth, integrante da Ciclocidade (SP).

Após o Fórum, cada um dos gestores e pessoas que participaram do evento receberam o livro “A Bicicleta no Brasil 2015”, lançado no início deste ano pela UCB, Aliança Bike, Bike Anjo e rede Bicicleta para Todos.

No segundo dia de feira, o stand da UCB contou com quatro atividades e uma intensa movimentação de pessoas que nos procuraram para conhecer melhor a UCB e saber como atuamos. As atividades foram:

  • Debate “Protocolo de Sorocaba para o desenvolvimento da mobilidade ciclística no Brasil”
  • Bate-papo “Modelos de contribuições de associados da UCB”
  • Exibição do filme “Bike Vs Cars”
  • Painel “O cicloativismo ampliando o mercado da bicicleta no Brasil”
IMG_2785 - Copia

Discussão sobre o PAC Mobilidade Ativa

O terceiro dia da feira contou com o debate aberto sobre o “PAC Mobilidade Ciclística do Ministério das Cidades” que foi coordenado pelo diretor-financeiro da UCB, Yuriê Baptista, e teve a participação de mais de 10 instituições e movimentos de cidades Brasil afora. Além disso, também aconteceu um bate-papo com o “Apoio ao Cicloativismo Brasileiro“. Nele, as presentes discutiram alternativas e possibilidades de financiamento para a UCB e as organizações e movimentos locais.

No quarto e último dia, a feira foi aberta para o público externo e a agenda interna da UCB e suas associadas foi intensa. A agenda começou com a Assembleia Geral da UCB com três itens em pauta: 1) eleição diretor-administrativo; 2) reforma estatutária; e 3) assuntos gerais.

Atual diretoria da UCB - Yuriê Baptista (esq), Guilherme Tampieri (centro) e André Soares (dir)

Atual diretoria da UCB – Yuriê Baptista (esq), Guilherme Tampieri (centro) e André Soares (dir)

A segunda atividade do dia foi o painel “Experiências Brasil afora para promover a bicicleta“. Representantes de sete cidades do Brasil (Aracaju, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza e Vitória) compartilharam experiências locais positivas e que ajudaram na promoção do uso da bicicleta no Brasil.

Logo em seguida, a Ciclocidade – Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo fez o lançamento da Campanha “Bicicleta faz bem ao Comércio”, que contou com um bate-papo sobre o papel do comércio para corroborar com a fortificação da cultura da bicicleta nas cidades. Foram apresentados alguns dados relativos a pesquisas feitas pela Ciclocidade e experiências práticas de comerciantes amigos da bicicleta que têm recebido um retorno econômico e social de seus clientes ciclistas.

Para fechar a participação da UCB na Brasil Cycle Fair, o último evento realizado foi a discussão sobre a realização e organização do Bicicultura 2016 – Encontro Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta. Com mais de 30 pessoas presentes, foi decidido, em conjunto, que o Bicicultura 2016 será realizado em São Paulo, nos dias 26 a 30 de maio. Além disso, Belo Horizonte lançou sua candidatura para realizar o evento em 2017.

Para além da feira, integrantes da UCB juntamente com gestores públicos de São Paulo fizeram pedaladas para conhecer as novas estruturas cicloviárias da cidade.

IMG_20150928_113802735

Foto: Daniel Neves

A feira para a UCB

Além de realizar atividades em seu stand, representantes da UCB circularam na Brasil Cycle Fair em busca de compartilhar experiências e discutir como os comerciantes poderiam contribuir com as organizações da sociedade civil no fomento ao uso da bicicleta e também em busca de novos parceiros.

Melhor que em 2014, esse ano a BCF contou com mais expositores cujos produtos eram para o uso da bicicleta no contexto urbano, mas ainda assim esses eram poucos e a diversidade de produtos ainda era baixa.

Um dos destaques da feira foi a fabricante chilena Gama Bicicletas, recém chegada ao comércio brasileiro, e que trouxe uma linha exclusivamente urbana. Além da Gama, o stand “Hand Made” (produtos feitos à mão) teve destaque, pela qualidade das bicicletas e acessórios apresentados. Como não poderia deixar de ser, as food bikes tiveram espaço garantido na área de alimentação da feira e fizeram sucesso!

Durante a feira e até hoje, novos associados ingressaram na União de Ciclistas do Brasil.

Para 2016, em parceria continuada com a Aliança Bike, a UCB espera estar presente novamente com uma agenda repleta de atividades que têm por objetivo final colocar, em segurança, mais bicicletas nas ruas do nosso país, através da articulação, mobilização e ação conjunta dos movimentos e organizações locais que já vêm fazendo isso Brasil afora.

Alforjaria no Stand Hand Made

Alforjaria no Stand Hand Made

Bicicleta de bambu no Stand Hand Made

Bicicleta de bambu no Stand Hand Made

Sem Raça Definida no Stand Hand Made

Sem Raça Definida no Stand Hand Made

Share Button